Escola Básica Fernando Formigal de Morais

Biblioteca Escolar

A Biblioteca Escolar da Escola Básica Fernando Formigal de Morais foi integrada na Rede de Bibliotecas Escolares no ano letivo 2010/2011 e foi oficialmente inaugurada no dia 19 de outubro de 2012.

Os seus objetivos essenciais são:

  • Promover hábitos de trabalho, estudo e pesquisa;
  • Desenvolver a leitura domiciliária;
  • Fomentar a autonomia;
  • Contribuir para o desenvolvimento de regras de responsabilidade e solidariedade;
  • Promover a aquisição de competências de literacia.

 

ligarVisite o blogue da Biblioteca Escolar Fernando Formigal de Morais

ligarConsulte o Catálogo Bibliográfico da Biblioteca Escolar 


Biblioteca inclusiva - ColorADD

A biblioteca da nossa escola tem em todo o seu acervo a simbologia ColarADD.

ColorAdd, o idioma das cores: o designer português Miguel Neiva criou um sistema de códigos que permite aos daltónicos a identificação das cores. A partir das cores primárias (amarelo, azul e vermelho) foram criados símbolos para representar tonalidades.

A figura resume como funciona o sistema de identificação de cores para daltónicos ColorAdd:

cores daltonicos


 O Super Leitor 2016/2017

À semelhança do ano letivo anterior, o concurso Super Leitor está em marcha!

Ganhará este prémio o/a aluno/a que mais e melhor tiver lido durante o ano letivo. Para se concorrer basta fazer requisição de livros para leitura domiciliária e apresentar a ficha de leitura referente ao livro lido toda preenchida.

BOAS LEITURAS!

No concurso Super Leitor 2015/2016 os três vencedores receberam de oferta um diploma e um livro. Parabéns ao Gonçalo, ao Afonso e ao André!


Projeto "Os escritores vão à escola"

No âmbito do projeto "Os escritores vão à escola" o escritor António Mota veio à nossa escola. 

António Mota é um dos escritores portugueses mais conceituados de literatura para a infância e juventude. Vencedor de vários prémios, dos quais se destacam: Prémio da Associação Portuguesa de Escritores (1983) para “O Rapaz de Louredo”; Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens (1990) para “Pedro Alecrim”; Prémio António Botto (1996) para “A Casa das Bengalas”; Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens (2006, categoria  Livro Ilustrado) para “Se eu fosse muito magrinho”.

Esteve na nossa biblioteca, para encontros com alunos de 3º e 4º anos, numa iniciativa que visa fomentar o gosto pela leitura de crianças e jovens.

Na despedida, o autor deixou o seu registo no "livro de honra",  recebeu a sua caricatura, efetuada pelo professor Tiago e também um quadro elaborado pelos alunos do 4º ano.

 


Homenagem ao escritor Manuel António Pina

As turmas do 2.º ano, em colaboração com a Biblioteca Escolar, homenagearam Manuel António Pina, jornalista e escritor de literatura infanto-juvenil, premiado em 2011 com o Prémio Camões.

Os alunos trabalharam a literacia da informação, pesquisando na biblioteca a biografia e bibliografia do escritor. Inspirados pelo poeta, também fizeram e leram poemas com muita sensibilidade...

À semelhança de Pina, com o livro "Têpluquê e outras histórias", livro das metas curriculares de educação literária, os alunos do 2º B, fizeram o seu próprio livro, modificando algumas letras. Uma forma interessante de ser "pequeno escritor".


Projeto "Newton Gostava de Ler"

O projeto “Newton gostava de ler” tem como objetivo principal criar um programa de leitura de livros de ciência com realização de pequenas atividades experimentais, na biblioteca escolar, envolvendo materiais de baixo custo e replicação simples (em casa ou na sala de aula). Com este projeto pretende-se junto dos alunos promover o gosto pela leitura; promover o gosto pela leitura de livros de ciência; promover a cultura em geral; promover a cultura científica e tecnológica; possibilitar momentos de experimentação; promover a colaboração entre entidades de ensino não-formal das ciências e entidades de ensino formal.

As docentes bibliotecárias, Maria José Vaz e Teresa Santos,  deslocam-se a todas as escolas do 1.º ciclo, a fim de implementarem o referido projeto.

Assim, no dia 4 de fevereiro, realizou-se na Escola Básica de Francos a primeira sessão deste projeto. Desta vez, o tema foi a cristalização...

Após a leitura da lenda  "Castigo de sal" do livro do escritor José Jorge Letria, os alunos fizeram experiências: chupa-chupa de cristais e sais de banho. Familiarizaram-se com alguns termos menos comuns: solução sobressaturada, soluto, solvente, cristais de sacarose, cristais de cloreto de sódio, gobelé, imersão, homogeneizar, estrutura cúbica, entre outros.

Os alunos e docentes foram muito participativos e gostaram da atividade. Aqui fica o registo fotográfico...


 

transparente